sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Wilma de Faria recupera de cirurgia no intestino

A ex-governadora Wilma de Faria recupera de cirurgia. Ela publicou em sua rede social que etá afastada para tratamento de saúde e agradeceu o apoio de familiares e amigos.


Wilma de Faria ‏@wilmadefaria 1 hHá 1 hora Natal, Rio Grande do Norte
Bom fds, caros seguidores. Quebro o silêncio, infelizmente necessário dos últimos tempos em que nos tratamos de uma neoplasia no duodeno.


Wilma de Faria ‏@wilmadefaria 1 hHá 1 hora Natal, Rio Grande do Norte
... Nosso JESUS, que sempre fez, faz e fará maravilhas em nossas vidas! Beijo grande em todos!


Wilma de Faria ‏@wilmadefaria 1 hHá 1 hora Natal, Rio Grande do Norte
A luta contra a doença é difícil, nos deixa fisicamente frágeis, mas a fé em Deus e o amor das pessoas nos fortalece espiritualmente...

Link permanente da imagem incorporada
                                        Reprodução/Twitter

Saiba mais sobre Neoplasia no duodeno
Informações do siteMedicina Atual

Neoplasia no duodeno é câncer no intestino

Os tumores de intestino incidem, na maioria, no intestino grosso. Os tumores de intestino delgado são raros, constituem apenas 3% dos tumores gastrointestinais e apenas 1% dos cânceres. O intestino delgado é composto por três partes, duodeno, jejuno e íleo, sendo que 45% dos tumores ocorrem no duodeno, 33% no jejuno e 22% no íleo. Estes podem ser adenocarcinomas (40%), neuroendócrinos (30%), linfomas (15%) e sarcomas (15%), entre eles, o GIST, tumor estromal gastrintestinal, é o mais freqüente. Os adenocarcinomas ocorrem com maior freqüência no duodeno, enquanto que no jejuno e íleo ocorrem os linfomas e os carcinóides. O diagnóstico anátomo-patológico do tumor é importante uma vez que podem ocorrer tumores benignos como leiomiomas, hamartomas e adenomas.

Nenhum comentário: