domingo, 22 de abril de 2018

Semana dos Povos Indígenas: Lutas e conquistas

Por Rodolfo Oliveira/ AG Para

Dias para ficar na memória e deixar um legado de tolerância, igualdade e respeito. A Semana dos Povos Indígenas chega ao fim no Dia do Índio, data emblemática que, no Brasil, marca a luta por direitos desde o ano de 1943. Arena múltipla, que proporcionou espaço para manifestações culturais, esporte, lazer e debates, o evento transformou São Félix do Xingu, a cerca de 1.050 quilômetros de Belém, na capital nacional indígena. Este ano, o evento tomou grandes proporções, com a participação de cinco mil índios de 12 etnias, de Estados como Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Tocantins e Pernambuco.


 “A Semana dos Povos Indígenas ganhou vida própria. O que começou como um encontro destinado aos Kayapó se tornou um grande congraçamento de tribos e etnias. Expandimos também as discussões, trazendo grandes nomes nacionais para enriquecer as reflexões que devemos fazer na luta pelos direitos indígenas. Posso dizer que foi um sucesso”, afirma a organizadora, Viviane Cunha, destacando o apoio do Estado. “Sem o governo não existiria o evento. A segurança, a ação de cidadania, a comunicação, o esporte, as oficinas, enfim, tudo isso faz sermos hoje o que somos. Só tenho a agradecer”.


Foto: Rodolfo Oliveira/AG Pará

Nenhum comentário: